Cantora negra discriminada por Silvio Santos desabafa: “Não adianta processar”.

 

 
No “Programa Silvio Santos” do último domingo, dia 8, uma nova polêmica aconteceu. No quadro “Quem você tira”, em que a plateia escolhe a melhor cantora a cada rodada, o dono do SBT optou por premiar com mais dinheiro outra mulher, mesmo a diferença de pontos entre a escolhida pela plateia e a escolhida por ele ser de 79 pontos.

Silvio, antes de dar o prêmio para a cantora Juliani, disse que daria mais R$ 500 para quem ele achou melhor e mais bonita. Antes disso, o apresentador, ao ouvir as quatro candidatas cantarem a mesma música, “Caneta azul”, interrompeu a etapa da atração assim que Jennyfer (a mesma que venceu) estava cantando.(…)

Nas redes sociais, Jennyfer Oliver agradeceu o carinho do público e descreveu os seus sentimentos na hora da atração. “Eu fiquei super constrangida no momento, mas como demorou três semanas para ir ao ar, eu não podia mencionar nada sobre o assunto. Eu jurava que ia ser editado. Quem escolheu a música para cantarmos foi a própria produção. Enfim, se a música fosse chata, deveria ter parado da primeira vez. Quem assistiu, viu a minha cara. Eu pensei: ‘Por que na minha vez?'”, desabafou Jennyfer.

(…)”Ganhei o dinheiro, pagamos as contas, o Silvio vai continuar podre rico e não vai adiantar nada ficar brigando pelo que achamos que está certo. O certo hoje é errado e o errado é certo. Vai continuar do mesmo jeito. Não adianta processar, ir atrás de direitos, porque vou ser prejudicada, nunca mais vou particpar de emissora nenhuma, vou queimar meu dinheiro com advogado… Deixa pra lá. O importante é que vivo da música, trabalho honestamente e ganhei carinho do público”, disse.

Gostou deste artigo? Mantenha-se informado juntando-se à nossa newsletter!

Comentários

Você precisa estar logado para postar um comentário.

Sobre o Autor