Prefeita de Guayaquil, no Equador, pede que veículos impeçam pouso de avião da Iberia

A prefeita da cidade de Guayaquil, Cynthia Viteri, no sudoeste do Equador, ordenou que veículos bloqueassem a pista de aterrissagem do aeroporto para impedir o pouso de um avião da companhia espanhola Iberia, diante da pandemia do novo coronavírus, nesta quarta-feira. A aeronave levava apenas a tripulação e tinha como objetivo repatriar espanhóis de volta ao país deles. A aterrissagem acabou sendo feita sem problemas na capital Quito, a aproximadamente 420 quilômetros de distância.

"Senhores, sim, assumo a responsabilidade de ter mandado os veículos do município de Guayaquil para impedir que o avião de Iberia aterrissasse aqui com onze passageiros de Madri para que ficassem em Guayaquil, foco da infecção, em risco", afirmou ela em vídeo.

La Alcaldesa de #Guayaquil Cynthia Viteri asume todas las responsabilidades de haber bloqueado la pista del aeropuerto internacional José Joaquín de Olmedo para evitar que aterrice un avión de Iberia. 

A Procuradoria do Equador abriu uma investigação sobre o caso ocorrido no aeroporto internacional José Joaquín de Olmedo.

 

O ministério de Transporte e Obras Públicas indicou que é permitida a entrada no país de aviões sem passageiros para buscar estrangeiros e rejeitou a ação da prefeitura de Guayaquil. No entanto, a prefeita de Guayaquil argumentou que tomou a medida porque a província de Guayas está "isolada" do resto do país por concentrar o maior número de contagiados.

 

#ATENCIÓN | #FiscalíaEc inicia investigación previa (IP) por los hechos suscitados esta tarde en el aeropuerto José Joaquín de Olmedo de la ciudad de #Guayaquil. pic.twitter.com/GtlFOtiOQ1

No Equador, houve três mortes em decorrência da Covid-19 e quase 200 casos confirmados. Todos os voos estão proibidos desde segunda-feira. Como Guayas foi a mais atingida pelo vírus, as autoridades endureceram as medidas na quarta-feira para essa província, ao proibir a entrada e saída de pessoas, com exceção para transportes de alimentos e medicamentos.

Gostou deste artigo? Mantenha-se informado juntando-se à nossa newsletter!

Comentários

Você precisa estar logado para postar um comentário.

Sobre o Autor